Ao navegar neste site está a dar o seu acordo às Condições Gerais de Utilização e à Política de Privacidade e Proteção de Dados Pessoais. Leia-as atentamente.

A carregar...

Regime excecional e temporário de pagamento de prémios de seguro

A Via Directa reforça o compromisso com os seus clientes de os acompanhar em qualquer momento e, em especial, neste particularmente crítico que todos vivemos.

 

Para o efeito, aproveitando a possibilidade concedida pelo Decreto-lei n.º 20-F/2020, de 12 de maio, disponível em https://dre.pt/web/guest/home/-/dre/133491341/details/maximized, vai aplicar um regime mais favorável, para o cliente, em matéria de pagamento de prémios.

 

Assim, em caso de não pagamento de prémios que se vençam entre 13 de maio de 2020 e 30 de setembro de 2020, relativos a qualquer seguro obrigatório, este será automaticamente prorrogado por um período de 60 dias, obstando-se, assim, à anulação imediata, sendo devida a cobrança de prémio adicional por esse período, a menos que o respetivo tomador comunique, até à data em que o prémio é devido, que não pretende tal prorrogação, caso em que o contrato termina na data de vencimento do prémio não pago.

 

Para além deste regime mais favorável em caso de não pagamento de prémios, a Via Directa continuará a aplicar, como já o tem vindo a fazer, as reduções de prémios que correspondam em função de eventuais diminuições de risco, contribuindo, assim, para atenuar os impactos económicos negativos que este contexto trouxe e que já estão a ser sentidos por muitas famílias e empresas.

 

Estamos disponíveis para qualquer questão adicional.

 

Pode consultar as FAQ's sobre o regime excecional e temporário relativo ao pagamento de prémios de seguro aqui e contactar-nos pelo email viadirecta@viadirecta.pt.